Livros de Areia

terça-feira, 7 de agosto de 2007

Pau de Canela (interlúdio oitentista)

Ainda a BD nacional (luxos de Agosto): alguém se lembra de um programa chamado Arroz Doce, apresentado pelo Júlio Isidro em meados dos oitentas? (pausa para que respirem fundo e olhem por cima do ombro, certificando-se de que ninguém vos apanha a ler algo sobre o Júlio Isidro)
Assim de memória, isto foi o melhor que me lembro dele (para além de ter lançado o Tony Silva): era um talk show nocturno, com um cenário interessante e com a particularidade de ter em cada programa um autor de BD que faria a sua parte de uma espécie de cadavre exquis narrativo: comporia uma prancha que continuava a história até ali e que seria continuada pelo autor seguinte. Lembro-me de ter ficado muito impressionado pela qualidade do trabalho de Carlos Zíngaro. Todos os Sábados, saía um jornal, o Pau de Canela, com bons textos humorísticos (na veia do Pão com Manteiga) e com a prancha desenhada em directo no programa. Vá lá, admitam, os anos 80 não foram tão maus assim...
(PM)

1 Comments:

Blogger Artur said...

Se quiser reler alguns textos do velho Pau de Canela, encontra-os no meu coiso (como já deve ter reparado).
Os textos desse pequeno jornal eram escritos pelo José António Pinheiro e por mim (ambos pertencemos à equipa do Pão Comanteiga, aliás).

6:18 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home